Piso granilite: o guia completo sobre este piso charmoso e conceitual

O que você sabe sobre piso granilite? Conheça sobre como esse revestimento é feito, suas vantagens, modo de limpar e como usar na decoração.
Piso granilite: o guia completo sobre este piso charmoso e conceitual

O piso granilite é um dos revestimentos queridinhos das pessoas antenadas em decoração há algum tempo.

Sua principal característica são os pedacinhos coloridos de pedra, como se fossem caquinhos, que deixam qualquer ambiente mais descontraído.

É um piso de inspiração italiana, lá do século XV, que se popularizou na década de 1940 no Brasil.

Olha a versatilidade do granilite aparecendo aí: ele combina ares clássicos e modernos ao mesmo tempo, já que veio sendo repaginado e hoje é possível encontrá-lo de várias formas diferentes!

Saiba mais a seguir.

Como é feito o piso granilite?

Pode ser que você encontre o granilite com outros dois nomes também: terrazzo e marmorite. Terrazzo é um nome estrangeiro para o granilite, já o marmorite se refere ao material usado no revestimento, o mármore.

Nesse sentido, a composição original do granilite é feita de grânulos de mármore, areia, água e cimento.

Hoje, outros minerais podem ser utilizados na mistura, com uma nova releitura, feita com partículas de granito, mármore, calcário, quartzo, porcelanatos, restos de concretos etc.

Por isso, atualmente, você encontra pisos de granilite mais abstratos, coloridos e conceituais do que os pisos tradicionais de antigamente, com design único e sortido.

Quais são as vantagens e desvantagens do piso granilite?

Até aqui, você já percebeu que o piso granilite tem o poder de combinar um toque vintage e contemporâneo em um único lugar.

Outras vantagens para a decoração é que o piso granilite foge do óbvio, tem aspecto artesanal e você pode escolher entre vários tamanhos e cores de grânulos.

Ah, outro ponto positivo é a durabilidade e o valor. Devido aos minerais, o piso granilite pode ser mais resistente do que o cimento queimado e também tem baixo custo.

Além disso, o piso granilite pode ter dois tipos diferentes de acabamento: polido ou fulget. O polido possui uma camada de verniz que, quando molhado, pode ficar escorregadio. Já o fulget tem uma textura mais arenosa e é totalmente antiderrapante.

Por ter cimento na base, o piso granilite pode apresentar trincas com o tempo, por isso é tão importante o posicionamento correto das juntas de dilatação (onde vão os rejuntes). Sendo assim, a colocação precisa ser feita por um profissional qualificado.

São muito mais vantagens do que desvantagens, não é mesmo? Mas ainda tem mais um benefício superimportante: o piso granilite é muito fácil de limpar, como a gente mostra a seguir.

Como limpar piso granilite?

A boa limpeza do piso granilite, assim como a de qualquer outro tipo de revestimento, está diretamente relacionada à sua durabilidade.

Por isso, não utilize produtos abrasivos na limpeza, como água sanitária, por exemplo. Afinal, com o tempo, isso pode abrir os poros do piso, prejudicando a resistência e aparência do material.

Saiba mais sobre o uso correto da água sanitária clicando aqui!

Para limpar o piso granilite, comece varrendo ou aspirando toda a superfície. Em seguida, passe um pano de chão úmido com água e detergente neutro. Se desejar, aplique depois um limpador perfumado.

Se o acabamento do piso granilite for polido, não se esqueça de passar um pano seco para finalizar a limpeza.

Leia também: Como limpar 10 tipos de piso encardido

Onde usar granilite? Confira 6 dicas de decoração

O piso granilite é bem diferente e pode ser um tanto chamativo para algumas pessoas. Se não for combinado do jeito certo com outros itens do ambiente, pode acabar passando uma sensação contrária à que você busca.

Vamos às dicas:

1. Começando pelas cores, pois elas importam muito: qual combina mais com seu estilo? O granilite predominantemente branco? Você também pode optar pelo bege, cinza, preto ou ainda pelos coloridos, como rosa, verde, laranja e azul.

2. Depois, escolha qual é o efeito que você gosta mais: com os grânulos menores, parecendo pintinhas, ou os maiores, parecendo manchas? Se quiser uma mistura dos dois tamanhos, vale também.

3. Se optar pelo piso granilite no chão, utilize tons monocromáticos e lisos nas outras superfícies. Assim, o ambiente não fica com aquele efeito carregado de poluição visual, sabe?Sem falar que, dessa forma, o piso granilite pode receber todo o protagonismo que merece dentro do cômodo.

4. Se você está adorando o granilite, mas ainda não quer usá-lo em um ambiente muito grande, aposte no banheiro. Esse é um espaço em que não passamos tanto tempo, por isso, as chances de você enjoar da estampa toda chamuscada é menor.

5. Se usá-lo na cozinha, prefira o piso granilite com poucas cores. Tente não passar de três.

6. Você gosta da estampa do granilite, mas acha que ela é demais para um piso? Que tal usar itens decorativos? Tente em vasos, bancos, bancadas, papel de parede, roupas de cama e banho etc. Explore as possibilidades e não deixe de usar por receio de não saber combinar.

O piso granilite também vai muito bem em salas. Quer ver dicas para decorar a sua?  Confira aqui!

Você achou esse artigo útil?

Piso granilite: o guia completo sobre este piso charmoso e conceitual