Dividir apartamento sem complicação: dicas para uma moradia tranquila

A moradia é um dos grandes desafios da vida adulta. Uma solução cada vez mais comum é a divisão do espaço com outras pessoas. Entenda quais são os principais pontos de atenção na hora de organizar este novo formato de convivência
Dividir apartamento sem complicação: dicas para uma moradia tranquila

Você pensa em dividir apartamento com alguém e procura informações e dicas de como fazer isso de um jeito tranquilo e vantajoso para todos? Então, este artigo é para você.

Essa é uma decisão que precisa ser bem pensada, pois envolve desde questões financeiras até regras de convivência. Por isso, há diversos pontos a considerar – e trataremos deles nos tópicos a seguir.

Dividir apartamento com os amigos: vale a pena?

É vantajoso dividir apartamento com outras pessoas? Essa é uma questão que depende do seu momento de vida e das suas necessidades e expectativas.

Do ponto de vista financeiro, sim, é mais barato dividir com alguém as contas da casa, como aluguel, condomínio e energia elétrica, do que pagar tudo sozinho. Então, se você procura reduzir os gastos mensais e ter mais fôlego no orçamento, morar com alguém pode ser uma boa ideia.

Além disso, muita gente prefere ter companhia em casa, para conversar, se divertir e dividir tarefas. Então, se você é do tipo de pessoa que ama conversar com alguém e compartilhar momentos, dividir apartamento também é uma boa escolha.

Outro ponto a considerar é a privacidade. Ao morar com outras pessoas, você terá que dividir parte da sua intimidade com os colegas de apartamento. Receber visitas, falar ao telefone e até cantar no chuveiro deixarão de ser atividades privadas.

As pessoas com quem você divide o apartamento poderão ver suas visitas e ouvir suas conversas e cantorias. Se perder a privacidade é um problema para você, isso deve ser levado em conta na hora de tomar a decisão.

Como procurar alguém para dividir apartamento?

Geralmente, escolhemos parentes ou amigos para dividir apartamento. Isso porque morar com alguém exige uma relação de confiança e compatibilidade na convivência.

Mas há outras formas de encontrar uma pessoa para morar com você. Por exemplo, por indicação de amigos ou colegas. Ou utilizando sites e aplicativos que fazem a intermediação entre pessoas que estão procurando alguém para dividir apartamento. Pela análise dos perfis e interesses de cada um, é possível verificar se “deu match”, ou seja, se há compatibilidade.

Mas lembre-se: qualquer que seja o critério que você usar para escolher as pessoas que morarão com você, é preciso pensar bem antes de tomar a decisão, Caso você escolha dividir apartamento com alguém que não seja do seu círculo próximo, faça uma pesquisa para ver se aquela é a pessoa certa para isso. Se houver algo que para você seja um impeditivo, é melhor descobrir antes, certo?

Como dividir aluguel de apartamento?

Na hora de dividir o aluguel e as demais contas, é preciso levar algumas coisas em consideração. Os quartos do apartamento são iguais? Alguém leva vantagem nas instalações?

Por exemplo, se você ficar com o quarto maior e se tratar de uma suíte, é justo que você pague uma parte maior do aluguel que o colega que ficou com um quarto simples. Ou, se três pessoas dividem um apartamento de dois quartos, é natural que quem fica com um quarto só para si pague mais que os colegas que dividem um quarto.

Além disso, há outras contas a ser divididas, como luz, condomínio, internet, IPTU. Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de fazer a divisão das despesas e o importante é que os critérios de divisão sejam justos.

Como dividir espaços em apartamento pequeno?

Se o apartamento que você divide é pequeno, é importante que sejam feitos alguns acordos para facilitar a convivência.

Se cada um tem um quarto, é mais fácil dividir as fronteiras e o espaço de cada um. Já quando se divide o quarto com outra pessoa, é preciso fazer acordos quanto a horários de silêncio e luz apagada, visitantes que ficam para dormir etc.

Também vale fazer um zoneamento do apartamento, definindo em quais áreas serão feitas determinadas atividades. Por exemplo, é razoável combinar que as refeições sejam feitas na cozinha e o estudo na sala, para evitar que um atrapalhe a atividade do outro.

Enfim, o importante é que as regras sejam combinadas entre todas as pessoas que moram na casa e que o espaço de cada uma seja respeitado.

10 regras de convivência para dividir apartamento

Confira algumas sugestões de regras que podem ajudar a facilitar a convivência na hora de dividir apartamento:

1. Procure conhecer as pessoas antes de dividir apartamento com elas, para evitar surpresas desagradáveis.

2. Alugue um apartamento que atenda às necessidades de todos os moradores quanto ao espaço disponível, à localização do imóvel e outras questões.

3. Além disso, as despesas com o apartamento devem caber no orçamento mensal das pessoas que viverão nele.

4. Divida as despesas fixas, como aluguel, condomínio, energia e IPTU, da forma o mais igualitária possível.

5. Se as contas estiverem no seu nome, lembre-se de sempre fazer a cobrança da parte das outras pessoas com antecedência, para evitar arcar sozinho com as despesas.

6. Evite incluir a comida entre as despesas compartilhadas. Isso porque há muitas variáveis que podem dar problema. Quem gosta de comer o quê? Quais são as marcas e sabores favoritos? Quanto cada um come? É mais seguro e menos estressante cada um comprar sua própria comida.

7. Lembre-se de estabelecer regras quanto à faxina. Todos devem se envolver nas tarefas domésticas e cuidar da limpeza e organização do espaço.

8. Defina regras quanto às áreas comuns, como a cozinha, a sala e o banheiro. O que pode e o que não pode fazer nesses espaços? O que deve ficar restrito ao quarto de cada um?

9. Tenha respeito pelas visitas da pessoa que divide apartamento com você.

10. Procure manter uma convivência baseada no diálogo. Questões que incomodam devem ser conversadas para que se busque uma solução tranquila e benéfica para todos.

Agora que você já conferiu dicas para dividir apartamento, confira também nosso guia completo sobre morar sozinho!

Você achou esse artigo útil?

Dividir apartamento sem complicação: dicas para uma moradia tranquila